RPG no World of Warcraft Morre a Cada Patch

O RPG no World of Warcraft já não é mais o mesmo!

Olá, meus caros leitores!

Para aqueles que não me conhecem eu sou o Bruno Gabriel Gouveia, conhecido no WOW como Chieftain Durokar.

Hoje quero trazer para vocês uma boa e enorme reflexão sobre o RPG no WOW e como ele já não existe mais atualmente.

Espero que gostem da leitura e já digo que vale a pena ler até o final.

Esta matéria é feita com base em tudo o que já presenciei no World of Warcraft por uma ótica de RPGista.

RPG no World of Warcraft

Me lembro bem que 1 ano antes do lançamento do World of Warcraft, o seu RPG físico foi lançado, foi um material que podemos chamar de completo: Livro do Jogador, Monstros, Regras etc.

A base de RPG do Warcraft começou com a melhor que existe D&D.

No Brasil demorou muito para o público conhecer o RPG, e a maioria conheceu mediante o próprio World of Warcraft.

Mas para o público de fora, principalmente dos EUA, foi o RPG do Warcraft que deu o hype necessário para aguardar o tão grande lançamento em versão MMO.

Eis que temos o lançamento do WoW, e de cara estampado na telinha do seu computador, tudo o que você tinha no livro do RPG.

Lendo as descrições das cidades, bases, regiões e capitais nos livros e jogar o World of Warcraft na época do Vanila, você tinha a sensação de ver aquele filme baseado no livro que deu certo.

rpg-no-world-of-warcraft-morre-a-cada-patch

Warcraft: The Roleplaying Game, Lançado em 2003.

Elementos de RPG no World of Warcraft

Os elementos do RPG do próprio MMO estavam presentes como a proficiência das armas, lembram disso? Não?

Era quando você precisaria “Upar” o tipo de arma que o seu personagem utilizaria para gerar o Hit-Rating, e isso mexia com tudo.

O Caçador precisava de flechas e aljava. Para se fazer uma fogueira precisava dos reagentes como lenha e lasca de pedra para fazer o fogo.

Sabe o ladino?

Então, para ele fazer o veneno das armas precisava pegar certos reagentes, comprar outros, tudo isso para se dar bem no PvP e PvE.

A árvore de talentos do MMO seguia os mesmos traços desenhados no RPG do Warcraft, e tudo parecia em harmonia.

Eu lembro que se você usava arma de fogo, poderia contratar ou ser o próprio engenheiro para forjar balas com efeitos únicos.

E os “slots” que cada classe possuíam que eram únicos?

Paladinos com Livros, Xamãs com Totems, Druidas com Relíquias.

O Guerreiro que poderia usar armas á distância, afinal a classe era mestre em todas as armas e por mais que não tinha skill nenhuma. Era muito legal você puxar o arco não era?

Pois bem, tudo isso começou a declinar já na próxima expansão: Burning Crusade.

Muitos não perceberam, pois, as atualizações saíram aos poucos, gota a gota.

A Blizzard fez um anúncio declarando que o conteúdo do RPG do Warcraft foi considerado não-canônico e o seu conteúdo não deveria ser considerado como oficial.

Era uma questão de tempo para o MMO perder todas suas características de RPG.

Retirada dos Elementos de RPG no World of Warcraft

Retirada dos Elementos de RPG no World of Warcraft

Tiraram a aljava, as relíquias, caçador usar munição? Pra que? Tira!…

Acabaram com as balas do engenheiro, para fazer a fogueira, tire seus reagentes invisíveis do bolso e monte uma fogueira.

Guerreiro não precisa de arco.

Ladino ganha skill de veneno e faz do além, também!

Treinar sua arma? Gastar ouro com treinador?

Missões únicas de desenvolvimento da classe como as missões dos totens para xamã e montarias de paladino e bruxo?

Pra que tudo isso?

Vamos entregar de mão beijada. E facada por facada, patch por patch, os elementos do RPG começaram a ficar esquecidos… mortos.

Jogados a Lama.

O Caminho do Heroi

A Blizzard articulou muito bem para maquiar tudo.

Desta forma o jogador não iria sentir estas pequenas e singelas mudanças, fazendo ele pensar que não está perdendo grandes coisas.

Mas esta “coisa” se chama “Path of the Hero” ou o Caminho do Herói.

Lembre-se, você que viu o Warcraft nascer em 1994, naquela época onde a Blizzard nem sonhava o que era MMO.

Você que leu os livros para detalhar a história, você pegou a essência do Warcraft não pegou? E qual era?

A guerra, mas não era uma simples guerra, era a guerra entre a Horda e a Aliança.

Quem jogou no Vanila não ligava para o conteúdo lançado, pois o berço deste público era matar a facção oposta, e não, não estou falando de jogadores PvP.

Estava no sangue do jogador ir contra a facção, nem existia o PvP direito nesta época, grupos se armavam e iam atacar vilas, e grupos rivais iam defender.

A Masmorra, a Raide eram sempre novidades e depois de semanas eram abafadas pelos confrontos que rolavam pelo mapa, independente do tipo de servidor.

A caracterização de player veio com o Caminho do Herói.

Quem Define é Você

Mas o que diabos é o caminho do herói?

Podemos chamar de End-Game? Não sei, você irá decidir agora.

O Caminho do Herói consiste no objetivo final do jogo, não importa o que você faça, você se verá obrigado a entrar no Caminho do Herói.

Não importa o que você faça, você irá enfrentar o Gul’dan no Baluarte da Noite, porque ali está a Storyline do jogo, ali esta o item, e ali esta o contexto atual do Warcraft.

Se você quiser saber o que irá acontecer você tem que seguir este caminho.

Mas Durokar, Isto Não é Bom?

Como RPGista, Roleplayer eu lhe digo que não, e irei explicar.

Antigamente no WoW se eu quissese fazer o Roleplay de um guarda, um fazendeiro, um simples padre eu poderia, o jogo era pequeno, os elementos do RPG estavam ali para serem usados e usufruir.

Se eu quissese ser um Ferreiro e fazer somente ouro eu faria, e o melhor eu iria INTERPRETAR ISSO.

O sistema do Caminho do Heroi quebrou praticamente todas as guildas (sérias) de Roleplay (irei falar sobre elas).

Vou dar um exemplo.

Com o jogo atual, você criou um personagem para ser o guarda, sua função é patrulhar a capital, mas não se preocupe daqui 1 hora você está lá para matar o Gul’dan e depois você voltará para o seu humilde trabalho.

Sacou como é ridículo fazer isso?

No passado não era, o jogo era menor. Quer um exemplo pior ainda?

O Caminho do Herói coloca o seu personagem como literalmente o “PICA DAS GALAXIAS” oras, você matou Deus antigo, você matou o senhor do fogo, você ainda matou o ASPECTO DA TERRA!

E o Lich Rei? Morreu aos seus pés…

Mas não se preocupe no início da próxima expansão você irá fazer a missão de pegar frutas na árvore ou sementes no Cocô de Eleks.

Isso não é bizarro pra quem gosta de RPG? Sim é muito bizarro.

AH! e o mais importante, eu lhe dou esta guarnição, você é o líder, o soberano, mas você irá minerar, você irá pegar as plantas.

Você é o peão, o Rei de nada. E com isso além das facadas iniciais ditas acima o RPG acaba de ganhar tiros de calibre 12.

Mas tenta sobreviver ainda.

rpg-no-world-of-warcraft-morre-a-cada-patch-livro-crimes-de-guerra

Capa do Livro Crimes de Guerra

A Lore Encobre

Além de todas essas “cagadas” que matam o RPG no World of Warcraft, eles matam o próprio Caminho do Herói que a Blizzard criou para matar o RPG no World of Warcraft.

A Blizzard tem uma carta na manga e é um coringa digno de ganhar o jogo… Por algum tempo pelo menos.

Esta carta é sua “Lore”.

A “lore” do Warcraft é tão grande e a Blizzard cria diversos buracos e citações só para depois de anos poder voltar no assunto e explorar aquilo em detalhes.

Simplesmente para nós, fãs, pirarmos e sempre iremos pirar afinal.

O Crônicas fez isso com a gente não fez?

Mas a raiz do Warcraft que é o combate entre Aliança e Horda está se perdendo, o RPG no World of Warcraft está agonizando.

A “lore” não consegue sobreviver sozinha.

Legion e o RPG no World of Warcraft

Legion foi a expansão que trouxe de volta vários elementos do RPG no world of warcraft.

Várias descrições de itens no salão de classe, assim como background de personagens foram um Ctrl C e Ctrl V dos livros de RPG, os tornando canônicos novamente.

Mas o sistema não voltou, aquilo que queríamos ver no personagem não voltou, o que puxou foi somente o visual do RPG.

Eu realmente espero que a Blizzard foque muito nisso em sua próxima expansão.

Não confunda uma boa “Lore” com RPG.

A Blizzard pode desenvolver uma boa história e mecânicas.

Mas eventos que puxariam o RPG podem ser um lixo ou simplesmente não focar no RPG em si. E o exemplo mais nítido que temos é o de agora.

O Novo Patch 7.2.5. Vou explicar.

Legion tem uma “lore” espetacular não tem?

Uma história de livros sendo vivenciada no nosso tempo, heróis do passado voltando e tudo mais. E qual a novidade do Patch?

A casa de Leilão vira uma discoteca… sério Blizzard?

Quando eu vejo uma coisa assim como: Elfos Sangrentos se juntam aos Etereais para fazerem um concurso Fashion, e foi literalmente assim que descreveram…

Eu começo fazer uma releitura, desde 1994 por aquele jogo RTS que cresceu, virou RPG, inspirou e se tornou…….ISSO.

Este patch pra mim é mais um tiro no peito do RPG no World of Warcraft, que dá os seus últimos suspiros.

A verdade é que o WoW virou um jogo casual, para molecada, que segue tendências, que irá atrair um publico enjoado, que ficará 1… 2 anos. E aqueles que ficaram desdo início irão embora?

Será que foi uma troca boa Blizzard? Esse “cinco por um” pode sair caro a longo prazo.

rpg-no-world-of-warcraft-morre-a-cada-patch-mesa-de-wow

RPG no World of Warcraft Debandada de Guildas Role in Play

O RPG é a teoria e o Roleplay é a prática. No WoW não foi diferente.

Posso dizer isso com exatidão pois eu nasci no WoW no servidor Moon Guard, eu tive o prazer (que não entendia na época) de ver como um servidor roleplay nascia.

Além disso eu tive a ESTRONDOSA sorte de ser treinado por um mestre Roleplayer do servidor conhecido como Cellalurin.

Um dia irei levar o Cellalurin em uma live no Coja ou na Whitewolf, o contato com ele está no Skype e Facebook.

Este player assim como mais sete outros lideraram as maiores guildas do Moon Guard. E depois que o Moon Guard ficou ruim pelos players Trash eles tinham migrado para o servidor Wyrmrest Accord.

Até maio deste ano o Wyrmrest Accord liderava o Rank de maior servidor RP do WoW com uma população High.

Todas essas guildas que não irei citar aqui, mas se quiserem posso fazer uma matéria sobre cada uma delas, tinham um lugar de prestigio.

Players experientes, viciados no WoW, Lore, RP, RPG e o melhor praticamente viviam na Blizzard Gear e tudo que a empresa lançava de novidade eles compravam…

Este é o público Roleplayer, desculpem a sinceridade mas é o público mais fiel.

Triste do RPG no World of Warcraft

O mais triste é saber que para manter o Roleplayer feliz você precisa dar elementos de RPG pra ele.

A aljava que tiraram, as relíquias, a importância dos reagentes e missões com cunho Rpgistico.

Com essas poucas coisas você consegue manter o público RP no servidor. E sabe o que é o melhor?

Em uma conversa que eu tive com o Cellalurim ele me disse: “Durokar, se nós tivéssemos esses elementos de RPG no WoW e a Blizzard virasse e falasse: ‘iremos ficar 1 ano sem atualização’ iríamos ter ficado, pois nossa demanda estaria sendo atendida do mesmo jeito”.

Uma guilda Roleplay tenta a todo custo adaptar o conteúdo lançado para o ambiente Roleplay.

Mas o ambiente Roleplay é de guerra, briga de facção, como adaptar uma discoteca na casa de leilão?

Como colocar na Lore que Etereais e Sin’doreis irão fazer um concurso Fashion de transmog?

É só Ignorar

Você me da a resposta mais curta e rápida: “Durokar é só ignorar”.

E você tem razão, mas as guildas RPs estão só ignorando há muito tempo. Ignorar não é problema se lhe é dado um conteúdo RPGistico.

Poderíamos aceitar todas essas coisas que, para nós Roleplayers sérios, é babaca demais ter no ambiente do Warcraft, se tivéssemos tudo o que nos foi tirado.

O problema meus amigos é que a cada atualização só temos coisas babacas, sem nexo que faz o jogo virar uma comédia, sátira, um joguinho para crianças.

No dia 1 de junho às 7 maiores Guildas do Wyrmrest Accord pararam de jogar no estilo clássico do RPG.

Rasgaram a ficha, depois do comentário na página pessoal deles que também foi deletado.

Rasgar a ficha é deletar todo o conteúdo (inclusive os personagens), após tudo isso a população do Wyrmrest Accord caiu para Medium novamente (veja aqui o Realm POP).

Em nota em seu comentário líderes como Cellalurim disseram que:

O WoW a muito tempo foi somente um chassi para o nosso RP, já a muito não tinha conteúdo voltado para RPlayers, convivíamos com isso, mas não podemos conviver com atualizações que, para nós, é fora do ambiente de Warcraft, se este grande clássico virou isto que vemos hoje iremos voltar para o clássico do RPG de mesas onde o Web Supply continua digno do Warcraft.

Estas grandes guildas se juntaram em mesas online de RPG do World of Warcraft e irão transmitir os seus jogos via Twitch TV em breve, um total de 13 mesas onde em algum momento as aventuras irão se cruzar.

Para Pensar!

E termino minha matéria com um pensamento.

“Para esses grandes players abandonarem o MMO e voltarem para a ficha, é porque realmente o RPG no Warcraft morreu, uma pena a Blizzard não ouvir este player que são os vovôs e vovós do Warcraft”.

About The Author

Loremaster de Warcraft e Mestre de RPG - Irei trazer o máximo de curiosidades possível, histórias e biografias. Sinta-se a vontade para entrar em contato e não esqueça de comentar ! Caso goste de Roleplay dentro do WOW temos uma guilda (Whitewolf Clan) jogamos na horda no reino Goldrinn.

Related Posts

  • Wellington Vancini

    Eu sinto falta do RPG no WOW tb… estou suprindo essa falta com o bom e velho RPG de mesa, via roll20.

  • Wellington Vancini

    Você esqueceu de citar o fato de todos estarem carregando um Doomhammer e uma Ashbringer kkk

  • Vagner Castro

    Cara eu fico muito, mas muito triste mesmo com isso, eu tenho falado com meus amigos que ainda jogam sobre o que o WOW se tornou, eu sinceramente não sei explicar.
    Há uns anos eu enchia o peita pra falar que jogava WOW, que o jogo era foda, nunca fiz parte de guildas top, sequer medianas, mas eu adorava tudo, ai foi saindo expansão sobre expansão…
    O rpg do jogo morrendo, a lore sem sentido, os buracos absurdos na história e o pior de tudo era essa coisa de que nós eramos os “picas da galaxia” como você, porra a gente deitou Dois Old God’s, o Asa da Morte, Ragnaros…
    PRA CATAR SEMENTES EM BOSTA DE ELEK E FRUTINHAS PRA UMA QUEST BOBA?
    Eu sempre quis jogar em server RP, mas cade o RPG? Enfim.
    Post muito bom, fico feliz e triste ao mesmo tempo em saber que não sou o único que enxerga isso.

  • Marcos Winchester

    WoW é simplesmente o Game que eu mais amo e sempre vou amar, mas oq ele era nunca mais irá voltar, eu chorei lendo essa matéria, o WoW que eu tanto amo, está morrendo… :'( Obrigado Durokar, por relembrar o que o WoW já foi um dia…

  • Diego Linhares

    pois e, o mercado mudou e a activision tbm teve que adpta o jogo pra isso.
    E uma pena.

  • Lucas de Astora

    eu qria q tivesse rpg de mesa em minha cidade :/ isso fode demais pq minha unica conexão com rpg era o world of warcraft
    dai eu fico sem chão por causa disso

  • No Vanilla não era possível nem criar um personagem da facção oposta caso você escolhesse um lado. De fato, a guerra entre Horda e Aliança poderia continuar a ser o alvo… acontece que a empresa precisa de dinheiro e eu não acredito que ela sobreviveria no mercado de jogos atual, com tantos MOBA fazendo sucesso de maneira colossal por aí. Sem falar que o público que interpreta, querendo ou não, é minoria e o jogo ainda continua sendo bastante completo. Sinceramente, nunca joguei outro MMORPG que desse a liberdade que o WoW dá.

    O sistema jornada-do-herói começou no Cataclysm, se não engano, depois que Activision passou a dar suporte à Blizzard. Também o considero repugnante (apesar de Mists of Pandaria ter sido um ótimo acerto).

    O texto é bom, expressa muitas coisas que eu sinto, mas é uma visão unilateral. A comunidade poderia se juntar para pedir a Blizzard que nos fornecesse alguma coisa que suprisse nossas necessidades, rasgar a ficha como “os mestres” fizeram não é muito adequado nesse caso de crise.

    • Claudionor Leite Canuto

      eu SEMPRE pensei assim, embora comecei a jogar no WoD (na verdade no final do Cata, mas parei pra faculdade, não conhecia muito do jogo nem nada), esses dias no /4 do Goldrinn na aliança, discutiamos sobre isso, eu falei “Qual a finalidade das guildas atualmente? só ter uma janela no jogo, com numero X de conquistas e já era?” ai falaram “Tenta fazer mitica em pug” e eu falei “Ta mas conteudo de guilda não é limitado apenas a mitica né?” o que deixaria o jogo mais interessante, do meu ponto de vista, se houvesse, mesmo em servidores PVE, igual tinha no TBC, dominio de facção em mapas (Mas Zawa, servidores desequilibrados vão ter desvantagens se tiver 70% horda/ally para 30% ally/horda), e dai? a Blizzard deixou claro que nosso personagem para o universo de warcraft é ‘unico’, tão unico que de camponês de Vila d’ouro você acabou se tornando o Grão lorde e vai evoluir ainda mais “Alto Exarca” (Paladinos) ou seja lá oq for, por que não voltar umas casas atrás e arrumar as guildas? Sylvannas e Anduin arrumar um terreno phased, claro, em pontos estratégicos e os membros das guildas irem evoluindo aquilo de acordo com suas vontades, seguindo o molde do salão de classe + guarnição, mas sem deixar a guilda dependente inteiramente dele (Por que não, portal para cada uma das raides ou masmorras, antigas ou novas (que só seria liberado depois da guilda ter tal conquista, ou desbancar X gold para isso?)), atualmente meu status como jogador é “Lone Wolf” e dificilmente vou sair dele, não pq o jogo não ta interessante, mas…ele é um MMO onde as unicas interações entre jogadores é em instancia(?)

  • Rafael G. Cardoso

    Amo WoW, continuo jogando…. e estou esperando servidores legado! :'(

  • Arthur Pinto

    Joguei WoW por muitos anos, mais de 10, adorava os taurens e eventualmente interpretava o personagem apesar de não pertencer a um server RP, mas infelizmente o que realmente fode o jogo do meu ponto de vista é que agora eu não preciso ser bom, eu preciso ter uma sorte infinitamente superior a antes, e olha que era hard ja, esses sistemas de evolução da arma, dos lendários, todo o legion, que tem uma parte artística maravilhosa, depende de uma coisa só…. TEMPO se vc é solteiro, mora com os pais e não tem pressa de sair de casa e tem tempo pra jogar 15 horas por dia parando pra dormir e comer, WoW Legion é o jogo certo pra você, ele vai te ocupar durante meses, porque vc poder ser um mestre do jogo, sem os itens corretos vc não faz nada….. Pra quem viu raids antigas sabe que tinha gente que raidava com equipamento errado porque não caiu mas a habilidade compensava…. WoW para dar certo pra mim tinha que virar SAO, sword art online é um anime pesquise para entender, onde eu iria colocar um capacete e ficar preso 24/7 no jogo, porque daí quem tem emprego não poderia ser demitido e os filhos, esposas,saberiam que a pessoa não tem opção, tem que ficar la logado infinitamente…. Mas porra precisa disso?

    • Cleiton (Morphis)

      Isso que você disse não procede….
      Antigamente existiam bosses que se você não tivesse equipamento com resistência a ‘dano de natureza’ você simplesmente não conseguia derrubar, independente da sua ‘habilidade’. Então você precisava ficar horas e horas jogando para ir atrás de um equipamento específico com drop incerto.

      Jogo atualmente 2~3h por dia de semana, e nos finais de semana nem logo…. e mesmo assim faço progressão heróica nas raides com minha guilda pq atualmente o jogo é viável para quem tem pouco tempo como eu.

      Morphiss@gallywix

      • Arthur Pinto

        Vc curte jogar com quantos personagens Morphiss?

        • Cleiton (Morphis)

          No máximo 3. E neste ponto realmente Legion era horrível para alts devido ao farm de AP…
          Quando liberaram a compra de conhecimento 40 no main para alts ficou muito melhor, mas infelizmente demoraram muito para fazer isso.
          Tenho amigos que atualmente possuem 5 a 7 alts com concordância (54) liberado já, fazendo mítica10+ sem problemas.
          O maior problema (que SEMPRE existiu na Blizz) é a demora de arrumar os erros que eles cometem.

          • Arthur Pinto

            Pois é… Agora imagine minha frustração sendo que eu, até o WoD, jogava com todas as classes e tinha todas as profissões e mantinha o cd diário de todas…. O Legion ta lindo, excelente lore, mas a falha inicial de grind praticamente infinito, que impossibilitava a manutenção dos alts, me deixou extremamente frustrado, estou tentando voltar a jogar agora com apenas um personagem…. Quando liberar voo e o poder da arma no máximo do eu fique mais tranquilo.

          • Cleiton (Morphis)

            Totalmente compreensível. Mas nesse sentido está valendo a pena voltar agora sim… e reitero que eles deviam ter arrumado isso mais cedo, já no 7.1
            Mas em se tratando de blizz: antes tarde do que nunca (pq ouvir os players do PVP está para o nunca). Bom jogo fera!!

  • Joker

    Indo mais a fundo, pensando de modo sistêmico isto não é só no WoW não, é em toda uma nova geração de games, produzida e / ou direcionada pela nova geração de players mau acostumados com as dificuldades de elementos básicos.

    Agora, atendo-se somente ao World of Warcraft, esqueçam quaisquer novo feature ou elemento que venha à revigorar – o jogo morreu faz tempo. Os elementos que o direcionavam como um verdadeiro MMORPG estiveram presentes no Vanilla e, talvez, no Burning Crusade (esqueçam saudosismo ou preferência old school de expansão). A partir deste momento, vocês têm sistemas facilitadores que vêm de fora pra dentro, ou seja, da Activision Blizzard pro jogo e não do jogo pros players.

    Hoje, através de microtransações – sistema que em breve será substituído por algum de maior improvement worldwide – a empresa sabe o que quer. É só ver em dois ou três anos de Hearthstone o prizepool e alcance frente a 20+ anos de Magic: The Gathering, por exemplo (que por sinal a WoTC continua com aquele online podre).

    Anyway, parem de gastar vela boa com defunto ruim IMO. Tem Guild Wars 2 e outros MMORPGs de qualidade a serem explorados.

  • mirakle

    a questão é que a blizzard quis mostrar um desenvolvimento do personagem
    cada expansão que lançava nós enfrentavamos perigos diferentes decorrentes da lore, e tu ainda quer ser um soldadinho ou um jardineiro?
    fomos para outros continentes e até para outros planetas pra conseguir nossos objetivos e tu ainda quer ser um guarda ou um simples soldado que bate nos outros caras da facção oposta?

    o legion tai pra mostrar isso, nós paramos de ser peões da facção e começamos a sermos reconhecidos
    nosso objetivo, até então, era parar o gul’dan no topo de nighthold, não importa se tu fez isso no mitico ou no LFR

    o jogo apenas cresceu e a industria evoluiu
    o jogo deve ser jogado por todos, uma pessoa que trabalha muito e joga apenas uma ou duas horas por dia não quer perder seu valioso tempo tendo que craftar flechas ou venenos pra conseguir jogar o jogo
    a praticidade é um ponto que a empresa apostou e que sempre deu certo

    o pessoal que alega que o RPG do jogo morreu pq não consegue mais ser um soldadinho da horda/aliança está preso no passado e não consegue evoluir com o jogo
    no tempo que voce jogava, provavelmente voce tinha tempo pra fazer tudo o que tu queria

    pra que eu vou comprar um jogo em que é apresentado a mim inúmeras aventuras e situações que VOCE pode participar e vou ser um fazendeiro num mapa aleatorio X

    • Cleiton (Morphis)

      É exatamente este o ponto que as pessoas não se dão conta:
      “(…) o pessoal que alega que o RPG do jogo morreu pq não consegue mais ser um
      soldadinho da horda/aliança está preso no passado e não consegue
      evoluir com o jogo (…)’

  • Guilherme Bidoia Donade

    Gente. Prepara pro textão por que esses “argumentos” do texto aí foram bravos. Nada contra o autor pessoalmente maaas, eu discordo de tipo quase tudo que ele escreveu pelos seguintes motivos. Que vou refutar afirmação por afirmação.

    Vamos ver, POR ONDE eu começo?

    “A base de RPG do Warcraft começou com a melhor que existe D&D. “

    E o D&D começou baseado em Tolkien e Tolkien por sua vez começou baseado em mitologias reais. Seu ponto?

    “Mas para o público de fora, principalmente dos EUA, foi o RPG do Warcraft que deu o hype necessário para aguardar o tão grande lançamento em versão MMO. ”

    Não. O que deu o hype pro WoW foram os jogos Warcraft 1 ao 3 que fizeram um sucesso imenso por serem sabe…jogos BONS que por acaso são em um cenário de fantasia medieval baseado em D&D, não foi O D&D quem inspirou sozinho o maior MMO do mundo, especialmente por que a quantidade de jogadores de RPG mesmo nos EUA não é suficiente, especialmente a 12 anos atrás para que uma empresa do tamanho da Blizzard jogue uma grana absurda em um jogo desse tamanho em cima tendo eles como público-alvo.

    “Lendo as descrições das cidades, bases, regiões e capitais nos livros e jogar o World of Warcraft na época do Vanila, você tinha a sensação de ver aquele filme baseado no livro que deu certo. ”

    Você ainda tem, até onde sei as descrições não viraram linguagem de jogador, tudo ainda é escrito dentro do contexto do jogo, agora se o contexto em si é bom ou ruim aí é outro mérito.

    “A árvore de talentos do MMO seguia os mesmos traços desenhados no RPG do Warcraft, e tudo parecia em harmonia. ”

    É…lembro que era o paraíso você não poder pegar uma arma nova mesmo ela sendo melhor por que não upou a proficiência nela, como era maravilhoso pagar uma fortuna em gold caso quisesse resetar a arvore de talentos caso cometesse um erro, o que é certo se você fosse iniciante na época e como era maravilhoso ter que andar até o level 60 por que mesmo podendo aprender a montaria no 40 você só tinha dinheiro pra pagar no 60.

    “O Guerreiro que poderia usar armas á distância, afinal a classe era mestre em todas as armas e por mais que não tinha skill nenhuma. Era muito legal você puxar o arco não era? ”

    Você está ciente de que ainda dá pra equipar um arco e flecha com o guerreiro ne? E se bem lembro mesmo no vanilla se você equipasse um arco no guerreiro, você só atirava, suas habilidades ainda eram inteiramente focadas ao corpo a corpo.

    “Tiraram a aljava, as relíquias, caçador usar munição? Pra que? Tira!… ”

    É…as pessoas AMAVAM ficar farmando coisa ao invés de jogar e se divertir, por que deus me livre eles não tenham o dia todo pra jogar e querem upar o personagem, por que como sabemos encher um jogo de coisas pra farmar e portanto retardar os objetivos do jogo é receita clara para atingir um público grande.

    “Quem jogou no Vanila não ligava para o conteúdo lançado, pois o berço deste público era matar a facção oposta, e não, não estou falando de jogadores PvP.
    Estava no sangue do jogador ir contra a facção, nem existia o PvP direito nesta época, grupos se armavam e iam atacar vilas, e grupos rivais iam defender.”

    Você está ciente de que existem pessoas que não gostam de PVP ne? Essas estavam ferradas naquela época e não cara, grupos não se amavam, de fato até hoje existe muita richinha idiota de player da aliança contra player da horda de JOGADORES brigarem por tomar partido como se WoW fosse time de futebol.

    “O Caminho do Herói consiste no objetivo final do jogo, não importa o que você faça, você se verá obrigado a entrar no Caminho do Herói.
    Não importa o que você faça, você irá enfrentar o Gul’dan no Baluarte da Noite, porque ali está a Storyline do jogo, ali esta o item, e ali esta o contexto atual do Warcraft.”

    Isto se chama, progressão de história. A ideia é a cada expansão você enfrentar uma ameaça cada vez maior e diferente, fora que o que as QUESTS que o jogo coloca tem a ver com RP?

    “Antigamente no WoW se eu quissese fazer o Roleplay de um guarda, um fazendeiro, um simples padre eu poderia, o jogo era pequeno, os elementos do RPG estavam ali para serem usados e usufruir. ”

    Você ainda pode. O fato de não ter uma mecanica te obrigando a farmar coisa não te proibe de fazer. Você está ciente de que o RP não precisa estar confinado as mecanicas do jogo ne? Por que se fosse assim acho que você teria um belo trabalho em explicar por que seu personagem não morreu ao tomar uma machadada na cara e só perdeu “pvs” e por que saiu uma puta aura de luz de você quando você aumenta de nível.

    “O sistema do Caminho do Heroi quebrou praticamente todas as guildas (sérias) de Roleplay (irei falar sobre elas).
    Vou dar um exemplo.
    Com o jogo atual, você criou um personagem para ser o guarda, sua função é patrulhar a capital, mas não se preocupe daqui 1 hora você está lá para matar o Gul’dan e depois você voltará para o seu humilde trabalho.
    Sacou como é ridículo fazer isso?
    No passado não era, o jogo era menor. Quer um exemplo pior ainda?
    O Caminho do Herói coloca o seu personagem como literalmente o “PICA DAS GALAXIAS” oras, você matou Deus antigo, você matou o senhor do fogo, você ainda matou o ASPECTO DA TERRA!”

    Meu querido. Vou te dar uma dica básica. A LORE DA QUEST NÃO TRANSPORTA PRO RP! No rp você não matou o Arthas, no Rp você não matou o Deathwing, no Rp você não virou o Comandante fodastico em Draenor, no RP você não tem a crematória! O fato do jogo aumentar as ameaças não influencia em NADA no rp. Sabe por que? Por que no rp é IMPOSSIVEL todo mundo ser o maior herói do mundo, é por isso que inventamos historias e lores exclusivas dos personagens no rp, por que se fossemos considerar as quests em on todo mundo teria a mesma historia.

    “Isso não é bizarro pra quem gosta de RPG? Sim é muito bizarro. ”

    Não por que o RP é o RP, as quests lineares que o jogo manda fazer são as quests, os dois são coisas separadas.

    “AH! e o mais importante, eu lhe dou esta guarnição, você é o líder, o soberano, mas você irá minerar, você irá pegar as plantas.
    Você é o peão, o Rei de nada. E com isso além das facadas iniciais ditas acima o RPG acaba de ganhar tiros de calibre 12.”

    Vide o que eu disse acima

    Sobre a Lore eu vou concordar que a cada expansão essa porra fica cada vez mais bagunçada, é a uma parte do texto que eu concordo contigo.

    “Várias descrições de itens no salão de classe, assim como background de personagens foram um Ctrl C e Ctrl V dos livros de RPG, os tornando canônicos novamente. ”

    Cara a ginastica mental aqui foi brava. Qual é a relação? Qual é o nexo de conexão entre as descrições serem similares dos livros de RPG que a Blizzard MANIFESTAMENTE DECLAROU NÃO CANONICOS virarem canonicos novamente? Meu querido se você quer usar os livros de RPG é seu direito mas não tenta falar que eles são canonicos quando não são, até a Blizzard manifestamente dizer que são, eles não são.

    “Eu realmente espero que a Blizzard foque muito nisso em sua próxima expansão. ”

    A blizzard vai focar onde ela sempre focou. Nos players que querem fazer quests, raids e dungeons. Sabe por que? Por que roleplayers são uma minoria inexpressiva no WoW, mesmo na gringa. A Blizzard é uma empresa, ela vai apelar pro publico majoritario por que é assim que ela recebe grana no fim do mês. Seria um suicídio financeiro pra ela começar a focar em roleplay pra agradar poucos e emputecer o resto.

    “Uma história de livros sendo vivenciada no nosso tempo, heróis do passado voltando e tudo mais. E qual a novidade do Patch?
    A casa de Leilão vira uma discoteca… sério Blizzard?”

    Simples. Não frequente.

    “Quando eu vejo uma coisa assim como: Elfos Sangrentos se juntam aos Etereais para fazerem um concurso Fashion, e foi literalmente assim que descreveram…
    Eu começo fazer uma releitura, desde 1994 por aquele jogo RTS que cresceu, virou RPG, inspirou e se tornou…….ISSO.”

    Sua opinião. Isto não sustenta a base de que o rp está “morrendo” e nem que você não tem liberdade para sabe…não considerar isso nos seus rps.

    “A verdade é que o WoW virou um jogo casual, para molecada, que segue tendências, que irá atrair um publico enjoado, que ficará 1… 2 anos. E aqueles que ficaram desdo início irão embora? ”

    Sim. Qual é o problema? Isso impede vocês “oh deuses profissionais” de jogar só por que outras pessoas estão brincando com seus brinquedos? Essa distinção elitista é realmente necessária?

    “Além disso eu tive a ESTRONDOSA sorte de ser treinado por um mestre Roleplayer do servidor conhecido como Cellalurin. ”

    Puxação de saco não é argumento!

    “Este player assim como mais sete outros lideraram as maiores guildas do Moon Guard. E depois que o Moon Guard ficou ruim pelos players Trash eles tinham migrado para o servidor Wyrmrest Accord.
    Até maio deste ano o Wyrmrest Accord liderava o Rank de maior servidor RP do WoW com uma população High.”

    E daí? Eles são autoridade em tudo que diz respeito a RP por isso? E meu querido, player trash tem EM TODO LUGAR, sabe o que você faz? Não jogue com eles! E algo me diz pelo seu texto que você considera qualquer um que não tenha sua visão sobre rp como player trash, provavelmente vai me considerar um player trash por eu discordar dessa pessima desculpa de desabafo que você traveste de argumento.

    “Todas essas guildas que não irei citar aqui, mas se quiserem posso fazer uma matéria sobre cada uma delas, tinham um lugar de prestigio. ”

    Por que elas não existem. E meu querido se alguém faz guilda por prestígio, ele tá jogando rpg pela razão errada. Se alguma pessoa joga rpg por qualquer razão que não seja diversão, aí é que ela tá fazendo errado porque rpg não é concurso de popularidade, não é compensação de ego e não é uma competição sangrenta.

    “O mais triste é saber que para manter o Roleplayer feliz você precisa dar elementos de RPG pra ele.”

    Não, isso é pra manter VOCÊ feliz. O que um roleplayer normal precisa é simplesmente de um lugar e pessoas que façam rp, ponto. Não é necessário que o WoW vire um jogo exclusivamente de RP pra se fazer RP.

    “Em uma conversa que eu tive com o Cellalurim ele me disse: “Durokar, se nós tivéssemos esses elementos de RPG no WoW e a Blizzard virasse e falasse: ‘iremos ficar 1 ano sem atualização’ iríamos ter ficado, pois nossa demanda estaria sendo atendida do mesmo jeito”. ”

    De novo. A opinião dele não é a opinião do mundo, o RP não é resumido a esses elementos, eles podem ajudar mas são dispensáveis, sua falta não vai acabar com o RP.

    “Mas o ambiente Roleplay é de guerra, briga de facção, como adaptar uma discoteca na casa de leilão?”

    “O RP é o que os jogadores QUEREM que seja, não existe um tema certo ou errado.
    Como colocar na Lore que Etereais e Sin’doreis irão fazer um concurso Fashion de transmog?”

    Você NAO COLOCA se não quiser!

    “O problema meus amigos é que a cada atualização só temos coisas babacas, sem nexo que faz o jogo virar uma comédia, sátira, um joguinho para crianças.
    Adultão. Você ainda pode moldar uma lore de RP de acordo com o que você gosta, o que o jogo coloca na atualização não precisa afetar seu rp ou sua guilda a não ser que você queira. Se não gosta, se acha que é absolutamente necessario, é só voltar pra mesa.
    No dia 1 de junho às 7 maiores Guildas do Wyrmrest Accord pararam de jogar no estilo clássico do RPG.”

    “Rasgaram a ficha, depois do comentário na página pessoal deles que também foi deletado.
    Rasgar a ficha é deletar todo o conteúdo (inclusive os personagens), após tudo isso a população do Wyrmrest Accord caiu para Medium novamente (veja aqui o Realm POP).”

    De novo. Problema deles! Isso não afeta todos os players de rp ponto. Eles vão continuar com ou sem a permissão deles, não que isto seja necessário.

  • Leonardo Mello

    Foi a melhor matéria que eu já li sobre wow nos últimos 6 anos, eu juro. Parabéns para finalmente alguém que mesmo gostando da Blizz tem CORAGEM de falar verdades…. Parabéns MESMO! o