RPG no World of Warcraft Morre a Cada Patch

O RPG no World of Warcraft já não é mais o mesmo!

Olá, meus caros leitores!

Para aqueles que não me conhecem eu sou o Bruno Gabriel Gouveia, conhecido no WOW como Chieftain Durokar.

Hoje quero trazer para vocês uma boa e enorme reflexão sobre o RPG no WOW e como ele já não existe mais atualmente.

Espero que gostem da leitura e já digo que vale a pena ler até o final.

Esta matéria é feita com base em tudo o que já presenciei no World of Warcraft por uma ótica de RPGista.

RPG no World of Warcraft

Me lembro bem que 1 ano antes do lançamento do World of Warcraft, o seu RPG físico foi lançado, foi um material que podemos chamar de completo: Livro do Jogador, Monstros, Regras etc.

A base de RPG do Warcraft começou com a melhor que existe D&D.

No Brasil demorou muito para o público conhecer o RPG, e a maioria conheceu mediante o próprio World of Warcraft.

Mas para o público de fora, principalmente dos EUA, foi o RPG do Warcraft que deu o hype necessário para aguardar o tão grande lançamento em versão MMO.

Eis que temos o lançamento do WoW, e de cara estampado na telinha do seu computador, tudo o que você tinha no livro do RPG.

Lendo as descrições das cidades, bases, regiões e capitais nos livros e jogar o World of Warcraft na época do Vanila, você tinha a sensação de ver aquele filme baseado no livro que deu certo.

rpg-no-world-of-warcraft-morre-a-cada-patch

Warcraft: The Roleplaying Game, Lançado em 2003.

Elementos de RPG no World of Warcraft

Os elementos do RPG do próprio MMO estavam presentes como a proficiência das armas, lembram disso? Não?

Era quando você precisaria “Upar” o tipo de arma que o seu personagem utilizaria para gerar o Hit-Rating, e isso mexia com tudo.

O Caçador precisava de flechas e aljava. Para se fazer uma fogueira precisava dos reagentes como lenha e lasca de pedra para fazer o fogo.

Sabe o ladino?

Então, para ele fazer o veneno das armas precisava pegar certos reagentes, comprar outros, tudo isso para se dar bem no PvP e PvE.

A árvore de talentos do MMO seguia os mesmos traços desenhados no RPG do Warcraft, e tudo parecia em harmonia.

Eu lembro que se você usava arma de fogo, poderia contratar ou ser o próprio engenheiro para forjar balas com efeitos únicos.

E os “slots” que cada classe possuíam que eram únicos?

Paladinos com Livros, Xamãs com Totems, Druidas com Relíquias.

O Guerreiro que poderia usar armas á distância, afinal a classe era mestre em todas as armas e por mais que não tinha skill nenhuma. Era muito legal você puxar o arco não era?

Pois bem, tudo isso começou a declinar já na próxima expansão: Burning Crusade.

Muitos não perceberam, pois, as atualizações saíram aos poucos, gota a gota.

A Blizzard fez um anúncio declarando que o conteúdo do RPG do Warcraft foi considerado não-canônico e o seu conteúdo não deveria ser considerado como oficial.

Era uma questão de tempo para o MMO perder todas suas características de RPG.

Retirada dos Elementos de RPG no World of Warcraft

Retirada dos Elementos de RPG no World of Warcraft

Tiraram a aljava, as relíquias, caçador usar munição? Pra que? Tira!…

Acabaram com as balas do engenheiro, para fazer a fogueira, tire seus reagentes invisíveis do bolso e monte uma fogueira.

Guerreiro não precisa de arco.

Ladino ganha skill de veneno e faz do além, também!

Treinar sua arma? Gastar ouro com treinador?

Missões únicas de desenvolvimento da classe como as missões dos totens para xamã e montarias de paladino e bruxo?

Pra que tudo isso?

Vamos entregar de mão beijada. E facada por facada, patch por patch, os elementos do RPG começaram a ficar esquecidos… mortos.

Jogados a Lama.

O Caminho do Heroi

A Blizzard articulou muito bem para maquiar tudo.

Desta forma o jogador não iria sentir estas pequenas e singelas mudanças, fazendo ele pensar que não está perdendo grandes coisas.

Mas esta “coisa” se chama “Path of the Hero” ou o Caminho do Herói.

Lembre-se, você que viu o Warcraft nascer em 1994, naquela época onde a Blizzard nem sonhava o que era MMO.

Você que leu os livros para detalhar a história, você pegou a essência do Warcraft não pegou? E qual era?

A guerra, mas não era uma simples guerra, era a guerra entre a Horda e a Aliança.

Quem jogou no Vanila não ligava para o conteúdo lançado, pois o berço deste público era matar a facção oposta, e não, não estou falando de jogadores PvP.

Estava no sangue do jogador ir contra a facção, nem existia o PvP direito nesta época, grupos se armavam e iam atacar vilas, e grupos rivais iam defender.

A Masmorra, a Raide eram sempre novidades e depois de semanas eram abafadas pelos confrontos que rolavam pelo mapa, independente do tipo de servidor.

A caracterização de player veio com o Caminho do Herói.

Quem Define é Você

Mas o que diabos é o caminho do herói?

Podemos chamar de End-Game? Não sei, você irá decidir agora.

O Caminho do Herói consiste no objetivo final do jogo, não importa o que você faça, você se verá obrigado a entrar no Caminho do Herói.

Não importa o que você faça, você irá enfrentar o Gul’dan no Baluarte da Noite, porque ali está a Storyline do jogo, ali esta o item, e ali esta o contexto atual do Warcraft.

Se você quiser saber o que irá acontecer você tem que seguir este caminho.

Mas Durokar, Isto Não é Bom?

Como RPGista, Roleplayer eu lhe digo que não, e irei explicar.

Antigamente no WoW se eu quissese fazer o Roleplay de um guarda, um fazendeiro, um simples padre eu poderia, o jogo era pequeno, os elementos do RPG estavam ali para serem usados e usufruir.

Se eu quissese ser um Ferreiro e fazer somente ouro eu faria, e o melhor eu iria INTERPRETAR ISSO.

O sistema do Caminho do Heroi quebrou praticamente todas as guildas (sérias) de Roleplay (irei falar sobre elas).

Vou dar um exemplo.

Com o jogo atual, você criou um personagem para ser o guarda, sua função é patrulhar a capital, mas não se preocupe daqui 1 hora você está lá para matar o Gul’dan e depois você voltará para o seu humilde trabalho.

Sacou como é ridículo fazer isso?

No passado não era, o jogo era menor. Quer um exemplo pior ainda?

O Caminho do Herói coloca o seu personagem como literalmente o “PICA DAS GALAXIAS” oras, você matou Deus antigo, você matou o senhor do fogo, você ainda matou o ASPECTO DA TERRA!

E o Lich Rei? Morreu aos seus pés…

Mas não se preocupe no início da próxima expansão você irá fazer a missão de pegar frutas na árvore ou sementes no Cocô de Eleks.

Isso não é bizarro pra quem gosta de RPG? Sim é muito bizarro.

AH! e o mais importante, eu lhe dou esta guarnição, você é o líder, o soberano, mas você irá minerar, você irá pegar as plantas.

Você é o peão, o Rei de nada. E com isso além das facadas iniciais ditas acima o RPG acaba de ganhar tiros de calibre 12.

Mas tenta sobreviver ainda.

rpg-no-world-of-warcraft-morre-a-cada-patch-livro-crimes-de-guerra

Capa do Livro Crimes de Guerra

A Lore Encobre

Além de todas essas “cagadas” que matam o RPG no World of Warcraft, eles matam o próprio Caminho do Herói que a Blizzard criou para matar o RPG no World of Warcraft.

A Blizzard tem uma carta na manga e é um coringa digno de ganhar o jogo… Por algum tempo pelo menos.

Esta carta é sua “Lore”.

A “lore” do Warcraft é tão grande e a Blizzard cria diversos buracos e citações só para depois de anos poder voltar no assunto e explorar aquilo em detalhes.

Simplesmente para nós, fãs, pirarmos e sempre iremos pirar afinal.

O Crônicas fez isso com a gente não fez?

Mas a raiz do Warcraft que é o combate entre Aliança e Horda está se perdendo, o RPG no World of Warcraft está agonizando.

A “lore” não consegue sobreviver sozinha.

Legion e o RPG no World of Warcraft

Legion foi a expansão que trouxe de volta vários elementos do RPG no world of warcraft.

Várias descrições de itens no salão de classe, assim como background de personagens foram um Ctrl C e Ctrl V dos livros de RPG, os tornando canônicos novamente.

Mas o sistema não voltou, aquilo que queríamos ver no personagem não voltou, o que puxou foi somente o visual do RPG.

Eu realmente espero que a Blizzard foque muito nisso em sua próxima expansão.

Não confunda uma boa “Lore” com RPG.

A Blizzard pode desenvolver uma boa história e mecânicas.

Mas eventos que puxariam o RPG podem ser um lixo ou simplesmente não focar no RPG em si. E o exemplo mais nítido que temos é o de agora.

O Novo Patch 7.2.5. Vou explicar.

Legion tem uma “lore” espetacular não tem?

Uma história de livros sendo vivenciada no nosso tempo, heróis do passado voltando e tudo mais. E qual a novidade do Patch?

A casa de Leilão vira uma discoteca… sério Blizzard?

Quando eu vejo uma coisa assim como: Elfos Sangrentos se juntam aos Etereais para fazerem um concurso Fashion, e foi literalmente assim que descreveram…

Eu começo fazer uma releitura, desde 1994 por aquele jogo RTS que cresceu, virou RPG, inspirou e se tornou…….ISSO.

Este patch pra mim é mais um tiro no peito do RPG no World of Warcraft, que dá os seus últimos suspiros.

A verdade é que o WoW virou um jogo casual, para molecada, que segue tendências, que irá atrair um publico enjoado, que ficará 1… 2 anos. E aqueles que ficaram desdo início irão embora?

Será que foi uma troca boa Blizzard? Esse “cinco por um” pode sair caro a longo prazo.

rpg-no-world-of-warcraft-morre-a-cada-patch-mesa-de-wow

RPG no World of Warcraft Debandada de Guildas Role in Play

O RPG é a teoria e o Roleplay é a prática. No WoW não foi diferente.

Posso dizer isso com exatidão pois eu nasci no WoW no servidor Moon Guard, eu tive o prazer (que não entendia na época) de ver como um servidor roleplay nascia.

Além disso eu tive a ESTRONDOSA sorte de ser treinado por um mestre Roleplayer do servidor conhecido como Cellalurin.

Um dia irei levar o Cellalurin em uma live no Coja ou na Whitewolf, o contato com ele está no Skype e Facebook.

Este player assim como mais sete outros lideraram as maiores guildas do Moon Guard. E depois que o Moon Guard ficou ruim pelos players Trash eles tinham migrado para o servidor Wyrmrest Accord.

Até maio deste ano o Wyrmrest Accord liderava o Rank de maior servidor RP do WoW com uma população High.

Todas essas guildas que não irei citar aqui, mas se quiserem posso fazer uma matéria sobre cada uma delas, tinham um lugar de prestigio.

Players experientes, viciados no WoW, Lore, RP, RPG e o melhor praticamente viviam na Blizzard Gear e tudo que a empresa lançava de novidade eles compravam…

Este é o público Roleplayer, desculpem a sinceridade mas é o público mais fiel.

Triste do RPG no World of Warcraft

O mais triste é saber que para manter o Roleplayer feliz você precisa dar elementos de RPG pra ele.

A aljava que tiraram, as relíquias, a importância dos reagentes e missões com cunho Rpgistico.

Com essas poucas coisas você consegue manter o público RP no servidor. E sabe o que é o melhor?

Em uma conversa que eu tive com o Cellalurim ele me disse: “Durokar, se nós tivéssemos esses elementos de RPG no WoW e a Blizzard virasse e falasse: ‘iremos ficar 1 ano sem atualização’ iríamos ter ficado, pois nossa demanda estaria sendo atendida do mesmo jeito”.

Uma guilda Roleplay tenta a todo custo adaptar o conteúdo lançado para o ambiente Roleplay.

Mas o ambiente Roleplay é de guerra, briga de facção, como adaptar uma discoteca na casa de leilão?

Como colocar na Lore que Etereais e Sin’doreis irão fazer um concurso Fashion de transmog?

É só Ignorar

Você me da a resposta mais curta e rápida: “Durokar é só ignorar”.

E você tem razão, mas as guildas RPs estão só ignorando há muito tempo. Ignorar não é problema se lhe é dado um conteúdo RPGistico.

Poderíamos aceitar todas essas coisas que, para nós Roleplayers sérios, é babaca demais ter no ambiente do Warcraft, se tivéssemos tudo o que nos foi tirado.

O problema meus amigos é que a cada atualização só temos coisas babacas, sem nexo que faz o jogo virar uma comédia, sátira, um joguinho para crianças.

No dia 1 de junho às 7 maiores Guildas do Wyrmrest Accord pararam de jogar no estilo clássico do RPG.

Rasgaram a ficha, depois do comentário na página pessoal deles que também foi deletado.

Rasgar a ficha é deletar todo o conteúdo (inclusive os personagens), após tudo isso a população do Wyrmrest Accord caiu para Medium novamente (veja aqui o Realm POP).

Em nota em seu comentário líderes como Cellalurim disseram que:

O WoW a muito tempo foi somente um chassi para o nosso RP, já a muito não tinha conteúdo voltado para RPlayers, convivíamos com isso, mas não podemos conviver com atualizações que, para nós, é fora do ambiente de Warcraft, se este grande clássico virou isto que vemos hoje iremos voltar para o clássico do RPG de mesas onde o Web Supply continua digno do Warcraft.

Estas grandes guildas se juntaram em mesas online de RPG do World of Warcraft e irão transmitir os seus jogos via Twitch TV em breve, um total de 13 mesas onde em algum momento as aventuras irão se cruzar.

Para Pensar!

E termino minha matéria com um pensamento.

“Para esses grandes players abandonarem o MMO e voltarem para a ficha, é porque realmente o RPG no Warcraft morreu, uma pena a Blizzard não ouvir este player que são os vovôs e vovós do Warcraft”.